As sem-razões da sobrevivência

Sobrevivemos pois temos razões para isso
Temos braços e pernas e ombros para chorar
Para nos acolher, diariamente
Temos olhos e ouvidos que nos escutam
Temos bocas que nos beijam, que nos falam palavras doces
E verdadeiras
Que alimentam nosso ego, nossa sabedoria,
Imaginação e fé
Temos mãos que nos pagam por serviços prestados

Sempre haverá algo ou alguém para nos confortar, nos acolher
Haverá um olhar, um som, uma palavra
Que servira e substituirá como um abraço, um beijo, um pagamento

Deus faz tudo isso e não nos cobra nada

#CCS

OBS: O título dessa poesia é uma brincadeira com as “Sem-razões do amor”, de Carlos Drummond de Andrade

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s