Sentimento

sentimentosSentimentos. É disso que somos feitos, é isso que nos mantém vivos.

Vemos o que a Wikipedia nos diz a respeito do sentimento:

Sentimentos, de forma genérica, são informações que seres biológicos são capazes de sentir nas situações que vivenciam. Por exemplo, medo é uma informação de que há risco, ameaça ou perigo direto para o próprio ser ou para interesses correlatos.

A empatia é informação sobre os sentimentos dos outros. Esta informação não resulta necessariamente na mesma reação entre os receptores, mas varia, dependendo da competência em lidar com a situação, e como isso se relaciona com experiências passadas e outros fatores.

O sistema límbico é a parte do cérebro que processa os sentimentos e emoções. A medicina, biologia, filosofia , matemática e a psicologia estudam o sentimento humano.

Todos nós somos compostos deles. Nem por isso devemos ser classificados como “sentimentais”. Essa palavra carrega algo como romantismo, melancolia etc. Mas não, todos nós usamos e vivemos de sentimentos mas nem todos somos tão “sensíveis” assim. Por exemplo, a bravura, a coragem, a força, são sentimentos e não estão relacionados à fragilidade.

Sentimentos são momentâneos. É claro que o tempo de um momento é muito relativo. Pode ser segundos como pode durar uma vida toda. Cada um com seu momento diferente.

Diante das mais adversas situações, sentimos algo diferente.

Alguns, demonstram facilmente suas reações através do próprio corpo. Outros, no lado oposto, sabem esconder de uma forma surpreendente.

Ação e reação. Muito simples. É assim que funciona nossa mente e coração. Recebemos informações externas ou até internas (como confusões e julgamentos que nós mesmos criamos e fazemos) que no final do processo vira uma reação, um sentimento.

Ah, os sentimentos bons… Eles nos renovam, nos fazem um bem incrível. Nos sentimos mais livres, capazes de fazer qualquer coisa. Um simples abraço sincero é capaz de provocar as melhores sensações possíveis. Se estamos meio para baixo, uma ação verdadeira dessa pode nos erguer ou ajudar a isso.

Já os sentimentos ruins… É difícil até falar. A energia das pessoas também pode ser negativa, logo, nós que não temos muito “a ver”  já sentimos esse impacto. Uma palavra, um gesto… Esses pequenos atos podem causar efeitos quase irreversíveis.

Todos nós somos responsáveis pelo que fazemos e dizemos. Mesmo em um ato sem pensar, nós ainda somos responsáveis. Por isso, vamos respeitar o próximo se queremos ser respeitados também.

Vamos respeitar os sentimentos dos outros, afinal, não estamos vivendo a vida do outro, não sabemos o que se passa e a intensidade e tamanho do sentimento que há dentro dele.

Um viva a liberdade de sentir!

Anúncios

One thought on “Sentimento

  1. E que a força do medo que tenho, não me impessa de ver o que anseio.
    Que a morte de tudo o que acredito não me tape os ouvidos nem a boca
    Porque metade de mim é o que eu grito, mas a outra metade é silêncio.
    Que a música que eu ouço ao longe, seja linda, ainda que tristeza
    Que a mulher que eu amo seja pra sempre amada mesmo que distante
    Porque metade de mim é partida e a outra metade é saudade.
    Que as palavras que eu falo não sejam ouvidas como prece, nem repetidas com fervor,
    apenas respeitadas, como a única coisa que resta a um homem inundado de sentimentos
    Porque metade de mim é o que ouço, mas a outra metade é o que calo
    Que essa minha vontade de ir embora se transforme na calma e na paz que eu mereço
    Que essa tensão que me corrói por dentro seja um dia recompensada
    Porque metade de mim é o que eu penso e a outra metade é um vulcão
    Que o medo da solidão se afaste, que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável.
    Que o espelho reflita em meu rosto um doce sorriso, que me lembro ter dado na infância
    Porque metade de mim é a lembrança do que fui, a outra metade eu não sei
    Que não seja preciso mais do que uma simples alegria para me fazer aquietar o espírito
    E que o teu silêncio me fale cada vez mais
    Porque metade de mim é abrigo, mas a outra metade é cansaço
    Que a arte nos aponte uma resposta, mesmo que ela não saiba
    E que ninguém a tente complicar porque é preciso simplicidade para fazê-la florescer
    Porque metade de mim é a platéia, e a outra metade é canção
    E que a minha loucura seja perdoada,
    Porque metade de mim é amor, e a outra metade…
    também.

    “….Quando eu não estiver por perto
    Canta aquela música que a gente ria
    É tudo que eu cantaria
    E quando eu for embora você cantará.”

    Osvaldo Montenegro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s