Inside you

Someday you will open your eyes.

You will figure out everything

You will not care about ordinary things

Because you’ve realized that

You have all the things that you need

Inside you.

Your mind does some tricks with you

Don’t worry. If you listen your heart,

If you are sure about your words

You will do the impossible

Because you are unique

You are special.

I’m young now.

Tomorrow I will be free.

#CCS

you-are-special

Não chores mais o erro cometido;
Na fonte, há lodo; a rosa tem espinho;
O sol no eclipse é sol obscurecido;
Na flor também o inseto faz seu ninho;
Erram todos, eu mesmo errei já tanto,
Que te sobram razões de compensar
Com essas faltas minhas tudo quanto
Não terás tu somente a resgatar;
Os sentidos traíram-te, e meu senso
De parte adversa é mais teu defensor,
Se contra mim te excuso, e me convenço
Na batalha do ódio com o amor:
Vítima e cúmplice do criminoso,
Dou-me ao ladrão amado e amoroso.
William Shakespeare
tumblr_static_birds2

Soneto 35

Amizades Rasas

Eu sempre dei muito valor a algumas pessoas. Muito valor mesmo. Resultado: me arrependi amargamente, pois não se deve valorizar alguém se você não se valoriza primeiro.

Aprendi de uns tempos para cá que não devemos viver de migalhas. Implorar pela amizade de alguém só pode ser classificado como patético, afinal, não podemos obrigar ninguém a nada. Por muito tempo eu “vivi”, ou melhor “sobrevivi” à base de migalhas. Uma amizade rasa, que mais tarde fui percebendo que existia mais em função do interesse pessoal do que interesse em quem eu realmente era.

Exatamente: ERA, pois agora a situação mudou. Infelizmente, aliás. Digo isso pois por mais que eu me sinta aliviada de ter percebido o quão essa pessoa não tinha amizade verdadeira comigo, sinto-me culpada e confusa. De certa forma contribuí para que a situação chegasse a esse ponto. Se é para culpar alguém, culpo nós dois. Os dois erraram de diferentes formas.

A amizade até aonde sei é o gostar de alguém não importando o jeito da outra pessoa, é compartilhar momentos bons e ruins, é ajudar o outro a se levantar. A amizade complementa o amor.

Infelizmente esse mundo é cheio de pessoas falsas e mentirosas que nos enganam com sentimentos rasos que muitas vezes nos deixamos levar. Portanto, avalie bem antes de “se entregar” em um relacionamento, ainda que seja com um amigo. Cuidado para não cair em armadilhas.

Amigo

Mudanças

Nesses últimos tempos aprendi que não é cedo demais nem tarde demais para recomeçarmos. A hora certa é a nossa hora, isto é, no momento que acharmos melhor.

Tenho aprendido tanto que resolvi voltar e contar um pouco dessas lições nos posts que virão. Você é meu convidado para ler e refletir. É isso mesmo: reflexão. Essa palavra é fundamental para quem quer começar uma nova história. Descobrir a si mesmo também é fundamental.

Já parou para pensar se você se aceita como é? Você se respeita como indivíduo?

carl rogers

Curioso paradoxo: quando me aceito como sou, posso então mudar. ~ Carl Rogers

Fechado para balanço

Pois é, caros e raros leitores, estou fechando o Blog Estranha Beleza para balanço. Isso não significa que estou tirando férias ou algo do tipo, significa que estarei off por tempo indeterminado.

Eu “usei” esse recurso de Blog por um bom tempo como uma “válvula de escape” desejando e esperando que assíduos leitores gostassem e comentassem meus posts. Lendo engano. Engano esse que me leva a perceber que não devo depender das pessoas para me sentir feliz ou realizada, preciso EU mesma encontrar essa felicidade em mim.

Sem muitas delongas, deixo aqui o meu muito obrigada e até um dia se for possível.

fechado para balanço

I was here

i was hereI wanna leave my footprints on the sands of time
Know there was something there
And something that I left behind
When I leave this world, I’ll leave no regrets
Leave something to remember, so they won’t forget

I was here
I lived, I loved
I was here
I did, I’ve done
Everything that I wanted
And it was more than I thought it would be
I will leave my mark so everyone will know
I was here

I want to say I live each day, until I die
And all that I had something in, somebody’s life
The hearts I had touched will be the proof that I leave
That I made a difference and this world will see

I was here
I lived, I loved
I was here
I did, I’ve done
Everything that I wanted
And it was more than I thought it would be
I will leave my mark so everyone will know

I was here
I lived, I loved
I was here
I did, I’ve done
Everything that I wanted
And it was more than I thought it would be
I will leave my mark so everyone will know
I was here

I just want them to know
That I gave my all
Did my best
Brought someone to happiness
Left this world a little better
Just because
I was here

I was here
I lived, I loved
I was here
I did, I’ve done
Everything that I wanted
And it was more than I thought it would be
I will leave my mark so everyone will know

I was here
I was here
I lived, I loved
I was here
I did, I’ve done
I was here

I was here
I lived, I loved
I was here
I did, I’ve done
I was here

Sem afeto

there is always hopeOs meus pés estão descalços, minhas mãos estão vazias. Trago o peito entulhado de sentimentos sem adjetivos possíveis. Um coração desestabilizado, terrível. A tarde rasga a pele do tempo e o sol desaba sua claridade em meus olhos. Choro. Meus cabelos estão desgrenhados, meus lábios ressecados pela avidez daquele beijo. Flutuo atravessando muros abstratos, fotografias abandonadas por seus porta-retratos e cadernos sem caligrafias. Transito em transe por ruas desabitadas, por pontes que não promovem encontros. Sou amada por algumas pessoas insípidas que precisam me enfiar em alguma gaveta vazia. Os abrigos me abismam. Hoje estou dura, crua, fria. Hoje estou maldosamente agressiva. Impulsionada a causar feridas, mas não conseguindo exercer com destreza o lado mau que há em mim. Magoei de maneira estabanada, não ganhei absolutamente nada, me dói tudo por dentro, me arrependo, e levo meses para me perdoar pela ferida que abri e que deixei ardendo. Meu lirismo fugiu de mim, larguei ao relento. E eu me sinto deslocada, pois me desabituei a ser assim, a estar assim. Mas quero desaçucarar minha imagem, borrar o rímel da paisagem, derrubar minhas lágrimas presas, tirar a maquiagem das certezas.
E isto é só o começo… ou o fim.

Marla de Queiroz